Prefeitura seta Gestão Pública
Prefeitura homologa concurso e convoca 120 médicos aprovados para posse criar PDF versão para impressão enviar por e-mail
26-Aug-2019

 Fotos: Max Haack/Secom
2019-08-26_prefeito_acm_neto_convocao_mdicos_concurso_foto_max_haack_secom_pms_46
2019-08-26_prefeito_acm_neto_convocao_mdicos_concurso_foto_max_haack_secom_pms_21
Em processo que durou um tempo recorde de cinco meses, o concurso para médicos, com provas realizadas pela Prefeitura em junho último, já convoca 120 profissionais para tomar posse e atuar nas unidades municipais de saúde de Salvador. A homologação do certame foi assinada pelo prefeito ACM Neto nesta segunda-feira (26), no Palácio Thomé de Souza, com as presenças do vice-prefeito e secretário de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Bruno Reis, e dos secretários Thiago Dantas (Gestão), Leo Prates (Saúde) e Kaio Moraes (Gabinete), corpo técnico, demais autoridades e imprensa.

O prefeito salientou que foram convocados três vezes mais médicos que o número ofertado inicialmente no concurso, que era de 40 vagas, e a iniciativa terá um impacto anual estimado no orçamento municipal de R$18,6 milhões. O foco principal será a área de Saúde da Família, com a atuação de 68 novos profissionais.

“Todos sabem que, ao longo do primeiro semestre deste ano, a Prefeitura teve alguns problemas de falta de médicos na rede, isso muito em função de todo o esforço que foi feito e não correspondido com a realização de dois concursos Reda (Regime Especial de Direito Administrativo). Vimos que a volatilidade e a velocidade de mudança desses médicos eram grandes. Médicos que estavam lotados deixaram as unidades e tivemos que nos virar para consistir essas unidades”, afirmou ACM Neto.

Mais 21 médicos atuarão nos Pronto-Atendimentos; 12 vão trabalhar no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu); sete irão para os Centros de Atenção Psicossocial (Caps); seis deverão atuar nas unidades do Serviço Assistencial Especializado (SAEs); e outros seis nos Centros de Saúde da Atenção Básica. “Foram aprovados, no total, 385 profissionais no concurso. Se todos mantiverem o interesse de atuar na rede, vai ser possível consistir plenamente as unidades e retomar as inaugurações. Além disso, que não haja mais qualquer queixa da população de falta de médicos”, complementou o prefeito. Ele lembrou que nesta terça-feira (27), por exemplo, já será inaugurada a Unidade de Saúde da Família (USF) em São Cristóvão.

Esforço – O secretário da Semge lembrou que a agilidade na realização e homologação do concurso faz parte do esforço municipal em melhorar a qualidade e eficiência no serviço público municipal. Por exemplo, recentemente, foi encaminhado à Câmara um pacote com uma série de iniciativas, que englobaram o programa de residência médica, a reestruturação da Controladoria Geral do Município (CGM), o projeto Nossos Talentos e investimentos em capacitação de pessoal.

“No entanto, essa entrega de hoje era a que tinha mais significado simbólico, porque representa um desafio muito importante do ponto de vista do serviço que a população espera da Prefeitura, dentro de um concurso de amplitude sem precedentes”, afirmou Thiago Dantas.

O secretário Leo Prates lembrou que o rápido tempo de resposta da administração municipal é fundamental para minimizar os desafios na área de saúde. “Salvador saiu de 149 para 89 profissionais do Mais Médicos, de uma hora para outra. Hoje, estão sendo destinados 68 médicos para a Atenção Básica, já suprindo a lacuna no setor. Também estamos reforçando, junto ao Ministério da Saúde, o pedido de contratação de recursos, caso necessário. Além disso, com a residência, o concurso e uma melhor reestruturação da carreira, acredito que não teremos mais nenhum problema para a população uma questão dos médicos”, afirmou o titular da Saúde.




 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >