Prefeitura seta Gestão Pública
Orçamento 2015 é discutido em audiência pública na Semge criar PDF versão para impressão enviar por e-mail
20-Oct-2014

                A Prefeitura de Salvador promoveu nesta segunda-feira (20), através da Secretaria de Gestão (Semge), o debate, em audiência pública, da Lei Orçamentária Anual para o exercício financeiro de 2015. LOA 2015 foi elaborada de forma compatível com o Plano Plurianual (PPA) e os projetos prioritários propostos na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), entregue à Câmara em maio.

                 O Secretário de Gestão, Alexandre Pauperio, explicou que a audiência pública para discutir o orçamento é uma prática que ocorre antes da avaliação da Câmara de Vereadores. “É nosso papel discutir o orçamento com a população. Apresentamos hoje essa peça orçamentária, fruto de um trabalho árduo. A LOA 2015 foi elaborada com muito cuidado para executarmos aquilo que é possível e que há disponibilidade de ser feito por parte do Município. A regra é gastar apenas o que é arrecadado para que todos os compromissos sejam honrados, como vem sendo feito até aqui”, pontuou.

 Fundamentais na recepção das demandas da população de forma descentralizada, os Subprefeitos das Prefeituras Bairro participaram da audiência que contou com a apresentação do processo de elaboração do orçamento, dos princípios que viabilizaram o equilíbrio da proposta orçamentária, além do demonstrativo das receitas, dos programas e ações e dos recursos aplicados nas áreas como educação, saúde, mobilidade, justiça social, dentre outros.

A LOA 2015 prevê receita estimada em R$ 6.266.946 bilhões, mesmo patamar da LOA 2014, sendo R$ 4.363.275 para a área fiscal e R$ 1.903.689 para a área de seguridade.O processo de construção do orçamento para 2015 foi feito com a participação de todos os órgãos e entidades, de forma austera e responsável, baseado em perspectivas realistas e critérios técnicos, além do levantamento de demandas recebidas via Prefeituras Bairro e sistema Fala Salvador. A administração vai prosseguir com seu programa de trabalho promovendo o resgate da cidade e ampliando com qualidade a oferta de serviços públicos à população”, salientou Pauperio.

A audiência pública contou ainda com a participação de representantes do Sindicado dos Servidores de Salvador (Sindseps), assessores parlamentares e representantes das demais Secretarias. O Presidente da Comissão de Orçamento e Finanças da Câmara, o vereador Cláudio Tinoco, destacou pontos fundamentais do orçamento. “Estou muito satisfeito com o desempenho da previsão com os vínculos da educação e saúde. Além disso, destaco a área de urbanismo, o que retrata o investimento na infraestrutura da cidade e na requalificação de seus espaços. É uma clara demonstração da atenção que a administração tem dado a recuperação da cidade de Salvador”, afirmou.

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >