Prefeitura seta Gestão Pública
Secretários de Administração das capitais discutem políticas para o servidor e de gestão pública criar PDF versão para impressão enviar por e-mail
23-Apr-2015

Os secretários de Administração das capitais brasileiras discutiram, neste primeiro dia do 64º Fórum Nacional de Secretarias Municipais de Administração das Capitais (Fonac), experiências em políticas de valorização e assistência à saúde do servidor e sistemas de bonificação por mérito. O fórum, que acontece até esta sexta-feira (24) na Estação Cabo Branco, em João Pessoa, tem o objetivo de ser um espaço para compartilhamento de experiências entre os secretários municipais.

Na abertura do evento, o secretário de Administração de João Pessoa, Roberto Wagner, falou da importância do encontro. “É uma satisfação para a Prefeitura e para a Sead sediarem este fórum. Nosso objetivo é trocar ideias, disseminar nossas boas práticas, experiências bem sucedidas para chegarmos a uma gestão pública de excelência”, afirmou.

Entre os temas que devem ser abordados, Roberto Wagner destacou a valorização de recursos humanos, os planos de cargos, carreira e remuneração e previdência complementar, além da crise econômica. “Cada secretário que tem um case, uma experiência de sucesso deve usar o espaço do fórum para apresentá-la aos demais. João Pessoa vai apresentar a experiência que está tendo diante da crise econômica atual, as medidas de contingenciamento que estamos adotando”, disse.

O secretário de Salvador e presidente do Fonac, Alexandre Pauperio, também destacou o cenário econômico nacional como um dos principais tópicos a serem debatidos pelos gestores. “O que mais difere este fórum dos anteriores é o momento econômico que exige das cidades uma postura diferente. Estamos acompanhando a arrecadação e claro que todo prefeito quer fazer o máximo possível, mas temos uma conjuntura diferente neste ano e precisamos discuti-la”, afirmou.

Eloi Guimarães, secretário de Porto Alegre, disse que tendo em vista as dificuldades enfrentadas pelas prefeituras, os gestores precisam compartilhar experiências e difundir as práticas que deram certo para ajudar as demais capitais a evitar prejuízos. “Somos de uma cidade importante, mas não somos uma ilha. O país todo enfrenta dificuldades, o contexto geral é comum a todas elas, mas são nas crises que temos que manejar a gestão. É trabalhando que a gente consegue minimizar os problemas de ordem financeira”, destacou.

Carta João Pessoa – O presidente do Fonac sugeriu que ao final do encontro os secretários construam um documento, intitulado ‘Carta João Pessoa’, para reunir as principais preocupações, elencar os desafios e possíveis projetos para serem apresentados aos prefeitos das capitais no retorno às suas cidades. “É um documento simples, mas que possa abranger todas as nossas discussões e contribuir para um planejamento de ações e resoluções de problemas”, afirmou Alexandre Pauperio.

Projeto Superhar – O secretário de Administração e Recursos Humanos de Palmas, Alan Kardec Martins Barbiero, apresentou o projeto Superhar, um programa de motivação para ultrapassar metas, que inclui um sistema de bonificação por mérito, no qual é concedido um valor prêmio de produtividade; o programa Servidor Multiplicador, no qual os funcionários são valorizados, tem os talentos identificados e se tornam disseminadores de conhecimentos; o programa Carreira Justa, que trata da correção das distorções e fortalecimento dos PCCRs e, por fim, o projeto Escola de Governo de Palmas, que oferta cursos de graduação, pós-graduação e mestrado nos eixos de gestão, saúde e educação.

Fonac – É uma associação civil sem fins lucrativos, criada há mais de 25 anos, que tem como objetivo propiciar a troca de experiências e melhorar as práticas na área de administração pública, entre as capitais brasileiras, incentivando a excelência na gestão pública e para discutir temas de interesse municipal no contexto nacional.


Fonte: www.joaopessoa.pb.gov.br 


 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >