Prefeitura seta Gestão Pública
Prefeitura convoca mesas permanentes para finalizar negociações criar PDF versão para impressão enviar por e-mail
13-Aug-2015

O secretário municipal de Gestão, Alexandre Pauperio, convocou reunião integrada das Mesas Permanentes de Negociação (MPN), geral, saúde e educação para esta segunda-feira (17), às 11h. O encontro vai finalizar a campanha salarial deste ano e, também, permitir o equacionamento das possíveis demandas pendentes das categorias quanto aos projetos de lei enviados à Câmara para apreciação e votação.

“Esta é mais uma demonstração de boa vontade e diálogo da administração para chegarmos a um consenso possível e apaziguarmos os ânimos. Todas as categorias estarão reunidas, através da representação dos sindicatos e associações, para ajustarmos as questões e identificarmos pendências sanáveis. Tudo isso para garantir que os servidores recebam o reajuste o mais rápido possível”, pontuou Pauperio.

A proposta da Prefeitura levou em consideração o atual cenário econômico que implica cuidados com os gastos. “Com base nisso, pensamos num reajuste que atenda aos servidores que não receberam os enquadramentos via Plano de Cargos e Vencimentos. A lógica de recomposição inflacionária representa o esforço que a administração vai fazer em respeito às lutas do funcionalismo”.

Com a aprovação do projeto, os servidores da administração terão aumento de 6,5%, retroativo a maio, e o auxílio-alimentação com o mesmo reajuste. Para os agentes comunitários de saúde e os de combate a endemias, o valor do reajuste foi de 13,86%, retroativo a maio. A educação teve o valor de 8,14% escalonado, sendo 6,5% retroativo a maio e o complemento a partir de dezembro. Já os fazendários, além dos 6,5% dos demais servidores, terão reposição de 5,91%, também de forma escalonada, sendo 3% para dezembro e 2,91%, a partir de maio de 2016.

Quanto à questão da extinção dos cargos, a Prefeitura garante que os atuais ocupantes das funções não terão prejuízos. “Todas as progressões previstas com base nos avanços de formação, competência e mérito continuarão valendo. A intenção da Prefeitura é realizar concurso para área administrativa, exigindo nível superior, para aprimorar os serviços ofertados à população”, garante Pauperio.

Conquistas

Durante as reuniões da MPN, ficou evidenciado a solução de demandas históricas dos servidores públicos nesta gestão. Adicional à melhoria das condições de trabalho do funcionalismo, outras vitórias foram conquistadas através do diálogo permanente no âmbito das mesas. “Foram ganhos efetivos através do compromisso de permanente valorização do servidor. Ressaltamos o plano de saúde, que já beneficia mais de 20 mil servidores, e o Plano de Cargos e Vencimentos, que possibilitou um novo formato de remuneração, padronizou as gratificações, corrigiu as distorções das carreiras e recompôs as perdas acumuladas pelas categorias ao longo dos anos”, afirmou Pauperio.

Além disso, a Prefeitura já traçou novas metas de valorização do servidor, a exemplo da implantação da Escola de Governo que vai desenvolver novas estratégias de aprendizagem. A Escola terá como objetivo promover o processo contínuo e estruturado de aprendizagem dos gestores, servidores e empregados públicos municipais, associado aos objetivos estratégicos organizacionais. Isso será feito através do desenvolvimento de competências para colaborar com o processo de melhoria da gestão pública e da prestação dos serviços municipais.

 

 

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >